Americanos investigam a possibilidade de o novo coronavírus ter vazado de laboratório chinês

Americanos investigam a possibilidade de o novo coronavírus ter vazado de laboratório chinês
Publicidade :)

Pelo que foi dado a conhecer num relatório oficial divulgado pela China, as primeiras pessoas a serem infetadas foram num mercado em Wuhan. Mas investigadores americanos acreditam que tenha partido de algum laboratório de virologia na própria cidade de Wuhan.

Sendo que em janeiro uma revista cientifica chinesa duvidava da explicação que o governo adiantava de como as 1ª pessoas contraíram o vírus em um simples mercado.

Pelo segmento de investigação por parte dos americanos. É possível se o vírus tenha tido inicio no próprio Instituto de Virologia na própria cidade de Wuhan (WIV).

Publicidade :)

Sendo que nesse laboratório se estudam vários tipos de coronavírus que afetam os morcegos, acredita-se que tenha sido aí que realmente algum morcego tenha infetado algum investigador que seria o paciente 0, e daí o ter levado para fora das instalações.

Pois em 2015 o laboratório em questão foi o 1º a receber um certificado de segurança, que no ano de 2018 diplomatas americanos estiveram nos laboratórios e que acharam bastantes falhas nas instalações.

Americanos investigam a possibilidade de o novo coronavírus ter vazado de laboratório chinês

Mas como é citado numa publicação esta semana no Washington Post. Em que os mesmos alertaram para que dessem mais atenção para a segurança no laboratório.

Na altura, os diplomatas americanos que estiveram nas instalações, ficaram apreensivos e bastante preocupados com a pouca experiencia dos funcionários que lá se encontravam a trabalhar nos laboratórios, seguindo a publicação do texto através do Washington Post.

Sendo que as investigações até agora são só suposições, que ainda estão a ser investigadas. Embora a revista cientifica “Nature” tinha chegado a uma conclusão que o vírus não foi produzido ou manipulado em laboratório.

hi Zhengli, investigador no laboratório, nega qualquer transmissão a partir das instalações, opinião partilhada pela França já que tem a maior certificação de segurança atribuída.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *