Autor do vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar 6 meses de prisão

Autor do vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar 6 meses de prisão
Publicidade :)

O autor do vídeo compartilhado pelo presidente pode pegar até seis meses de prisão. O homem foi identificado pela Polícia Civil de Minas Gerais nesta quinta-feira (2). O homem que é apoiador do presidente Bolsonaro, divulgou um vídeo com informações falsas sobre desabastecimento de alimentos na Ceasa de BH. Mas o que agravou a situação foi o fato que o presidente da República, Jair Bolsonaro, exaltou a gravação ao posta-la. Mas de acordo com o presidente, sua tentativa tentativa era fazer com que a atividade econômica seja retomada.

La Casa de Papel estréia na Netflix em meio a quarentena

Conforme as informações da Polícia Civil, o autor do vídeo é trabalhador autônomo e tem 48 anos. O nome do suspeito não foi revelado. Segundo a polícia ainda não há data para que seja ouvido, mas que o prazo para apresentação se encerra na segunda-feira, 6.

Publicidade :)

EUA têm recorde mundial de mortos por Covid-19 em um dia, com 1.169

mas o provável é que o autor do vídeo seja indiciado por alarme falso ou anunciar perigo inexistente, uma contravenção. A pena prevista é de prisão de quinze dias a seis meses. As investigações apontaram que o vídeo foi gravado no Mercado Livre do Produtor (MLP), um local na Ceasa conhecido como Pedra, em que os produtores negociam seus produtos.

Informações

7 show live de cantores famosos com data marcada para os próximos dias; confira a lista!!

De acordo com as informações, o vídeo foi gravado no dia 31 em momento ainda de movimento, mas, segundo a polícia, o autor manipulou a tomada de modo a tentar induzir que não havia qualquer fluxo de comércio naquele momento As investigações levantaram vídeos e fotos do momento em que a gravação foi feita. A movimentação no local, segundo a Polícia, começa por volta das 2h30 e segue até o final da manhã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *