Bolsonaro trata contágio como inevitável e defende a volta de todos ao trabalho

Bolsonaro trata contágio como inevitável e defende a volta de todos ao trabalho
Publicidade :)

Pois neste sábado o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender que o povo voltar a retomar suas atividades normais de trabalho no pais. Mesmo em meio a grande pandemia , que estar atacando o Brasil deixando mais de 2 mil mortos no pais, ele tratou que o contagio da maioria da população es como algo inevitável.

Aliás não adianta, o vírus, vai atacar um 70% da população. Se não é hoje será amanha, ou a semana que vem, mais chegará.

Pois único que temos que fazer é cuidar nossos idosos, e também daqueles que tem problemas serio de saúde. Diz o Presidente.

Publicidade :)

Assim todos temos que ter cuidado, mais é necessário que voltamos ao trabalho.

Disse Bolsonaro durante uma comunicação com seus apoiadores na rampa do Palacio.

Pois o Presidente estava acompanhado de seguranças e também do deputado Federal Helio Negao.

No momento do comunicado ele não levava mascara, quando falava com os seus apoiadores.

E todas as pessoas que estava no palácio tampouco levava mascara e tampouco respeitaram as orientações de aglomerações.

Afinal o presidente também lembrou que no brasil existem milhões de trabalhadores que são informais, e que si o pais não retornar ao trabalho, o pais sofrerá consequências perigosas para a economia, e poderia faltar dinheiro para pagar os servidores públicos, e chegando afirmar que o Brasil nesse momento já estar mergulhando em um caos.

Mas assim o Presidente também voltou a dizer, que a abertura dos comércios, e a normalização não dependem dele. Também depende dos governadores e prefeitos.

Porem cada governador e prefeito tem que decidir a questão do fechamento dos comércios, esse assuntos estar nas mãos de cada um deles.

No final de suas declarações o Presidente foi aplaudido por seus apoiadores, e também recebeu um quadro com uma imagem de Jesus Cristo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *