Bolsonaro volta a defender o retorno ao trabalho em seu pronunciamento

Bolsonaro volta a defender o retorno ao trabalho em seu pronunciamento
Publicidade :)

Bolsonaro volta a defender o retorno imediato as atividades de trabalho na noite desta quarta-feira (8). Conforme pode ser visto em pronunciamento ele afirmou que é dos governadores a “responsabilidade exclusiva”. Segundo o presidente as medidas de isolamento social motivadas pela pandemia do novo coronavírus são de responsabilidade deles.

De acordo com o presidente ele afirmou ter “certeza que a grande maioria” quer voltar a trabalhar e que essa é a orientação dada a todos os ministros, “observadas as normas do Ministério da Saúde”.

Desde de o começo da pandemia o presidente já esteve em cadeia nacional de rádio e televisão cinco vezes para tratar da crise do coronavírus.

Publicidade :)

“Respeito a autonomia dos governadores e prefeitos. Muitas medidas, de forma restritiva ou não, são de responsabilidade exclusiva dos mesmos. Mas o governo federal não foi consultado sobre sua amplitude ou duração”, afirmou.

Poucos antes do pronunciamento de Bolsonaro, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, analisou a ação movida pela OAB, que o governo federal não pode derrubar decisões de estados e municípios sobre isolamento social, quarentena, atividades de ensino, restrições ao comércio e à circulação de pessoas.

Bolsonaro volta a defender a volta as atividades normais afirmando que os brasileiros querem isso.

O presidente afirmou ter “certeza” de que a “grande maioria” dos brasileiros quer retornar ao trabalho e disse ter dado essa orientação aos ministros, “observadas as normas do Ministério da Saúde”. De acordo com Bolsonaro, há dois problemas a resolver: “o vírus e o desemprego”, que, segundo afirmou, devem ser tratados “simultaneamente”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *