BRUNO GAGLIASSO DESABAFA E DIZ QUE FOI TRATADO COMO BANDIDO PELA POLÍCIA

BRUNO GAGLIASSO DESABAFA E DIZ QUE FOI TRATADO COMO BANDIDO PELA POLÍCIA

Bruno Gagliasso resolveu usar sua conta do Twitter na última quinta-feira (21) para desabafar sobre a hostilidade sofrida por policiais.

Irmão de Bruno Gagliasso culpa PT em meio a crise do coronavírus

Todavia, o caso foi lembrado quando Bruno se posicionou politicamente.

Com isso, o ator conta que recebeu um péssimo tratamento por policiais em uma rodovia.

O caso aconteceu enquanto Bruno estava em viagem com sua família e foi obrigado a parar no encostamento.

“Meu carro com a minha família foi parado pela polícia na estrada de Búzios e trataram a gente como bandido. ‘Os lacradores devem estar cheios de drogas no porta malas’. Tinha brinquedo da minha filha e roupa da minha família”, escreveu o ator.

No entanto, Bruno relembrou ainda, que durante as eleições de 2018, sua esposa, Giovanna Ewbank cansou de pedir para ele não se posicionar para evitar possíveis retaliações.

“Durante meses, a Giovanna implorava para eu não falar nada sobre política porque ela não aguentava mais os ataques dessa gente imunda. E, agora, eles estão no poder”, continuou.

Ele relevou que também se sente muito mal com as fake News que são espalhados na internet sobre ele e sua família.

“Recebi um e-mail de uma senhora que era minha fã há anos pedindo que deixasse de apoiar a pedofilia”, escreveu.

BRUNO GAGLIASSO DESABAFA E DIZ QUE FOI TRATADO COMO BANDIDO PELA POLÍCIA

Em conclusão, Bruno lembrou o peso que foi quando postaram fake news dizendo que seu casamento era uma fachada.

Ofendido e duratente criticado, Bruno Gagliasso rebate

A publicação continuava dizendo que Bruno teria um relacionamento amoroso com um de seus amigos, conforme ele lembra.

“Passamos meses tentando entender o que estava acontecendo, sendo difamados. Postaram fotos minhas com meu amigo de mais 18 anos dizendo que ele era meu namorado e a Gio era ‘fachada’ para esconder a pederastia”, concluiu o ator.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *