Caso Dom Phillips e Bruno Pereira: Suspeitos confessam crime e dão detalhes assustadores!

Nesta última quarta-feira dia 15 de junho, pelo período da noite, a Polícia Federal, em uma entrevista de coletiva de empresa, anunciou que os restos mortais do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, forma encontrados, após dois suspeitos do crime, terem confessado e levado os agentes até o local onde os corpos estavam.

Dom Phillips e Bruno Pereira foram vistos pela última vez com vida, no domingo dia 5 de junho, em Atalaia do Norte, região do Vale Javari, interior de Amazonas.

Desde o desaparecimento dos dois, foi criado uma força tarefa composta pela Polícia Federal, voluntários e o Exército Brasileiro, que estavam empenhados em encontrar a dupla, que de forma incessante, procuraram pelos rapazes.

Os dois suspeitos do crime, que agora estão presos, confessaram o crime nesta última quarta-feira dia 15 de junho. Após confessar, os suspeitos levaram os investigadores do caso, até onde haviam deixado os rastos mortais de Dom Phillips e Bruno Pereira.

Os homens são Oseney da Costa Oliveira, conhecido como ‘Dos Santos‘, e Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como ‘Pelado‘. Os assassinos relataram que o motivo do crime, teria sido por causa da pesca ilegal em pirarucu.

 

 

Detalhes do crime

Em sua confissão, ‘Dos Santos‘ e ‘Pelado‘, reataram que mataram Dom Phillips e Bruno Pereira, em seguida, os esquartejaram e colocaram fogo nos restos mortais, após isso, para esconder, jogaram os corpos, restos mortais em uma vala, em um local bem escondido e de difícil acesso na floresta.

Assista o vídeo sobre o caso CLICANDO AQUI

O caso ganhou repercussão mundial, e a imprensa internacional estava cobrindo o caso de perto, no Brasil, exigindo que o governo brasileiro desse mais atenção e fizesse mais esforços para encontrar a dupla desaparecida.

Até o momento não se tem mais informações sobre o caso, mas até o momento, os suspeitos do crime estão presos.

Copy