Cientistas são ameaçados de morte por internautas; após falecimento de pacientes com coronavírus

Cientistas são ameaçados de morte por internautas; após falecimento de pacientes com coronavírus
Publicidade :)

Pois pesquisadores brasileiros começaram a serem perseguidos nas redes sociais, após divulgarem a pesquisa sobre a cloroquina.

Assim os pesquisadores foram atacados nas redes sociais, após a divulgação da pesquisa sobre a cloroquina.

Alguns deles tiveram também seus dados pessoais divulgados na web.

Publicidade :)

Afinal a fiocruz informa que em sua pequisa pela cura do coronavírus, que foram utilizados 81 pacientes.

sendo eles voluntários, onde os mesmos, foram divididos em dois grupos.

Assim um grupo recebeu a cloroquina em doses baixas e o outro recebeu o mesmo medicamento, em doses mais altas.

Por segurança as empresas pararam de dar as dosagens altas do medicamento aos pacientes infectados pelo coronavírus.

onde os pacientes que receberam o teste em dosagem alta, acabaram tendo muitos efeitos colaterais.

Aliás alguns destes voluntários, faleceram no processo de busca pela cura.

Enfim segundo nota divulgada pela Fiocruz, a empresa defendeu os pesquisadores que estão sendo ameaçados nas redes sociais.

por fazerem parte das pesquisas com a cloroquina.

Assim a instituição repudiou os ataques realizados no documento divulgado nesta sexta-feira, dia 17 de abril.

Porem mais de 70 pesquisadores, estudantes da pós-gradução e colaboradores da Fiocruz, da USP, da Fundação Medicina Tropical.

e da Universidadade do Estado do Amazonas estão à frente do estudo do uso do medicamento em pacientes graves com a Covid-19.

Tomara que de certo esta medicação pra cura todos do coronavírus, e por conta disso Tão sendo ameaçados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *