Com índia humilhada e acusações de racismo, novela de Miguel Falabella, virou caso de Justiça

Com índia humilhada e acusações de racismo, novela de Miguel Falabella, virou caso de Justiça
Publicidade :)

Com índia humilhada e acusações de racismo, novela de Miguel Falabella, virou caso de Justiça

A novela A Lua Me Disse que foi escrita por Maria Carmem Barbosa e Miguel Falabella foi uma comédia romântica e que estreou há 15 anos.

Porém, alguns detalhes não foram visualizados por muitos espectadores com bons olhos.

Publicidade :)

Mas, como assim?

Então, na novela havia uma personagem indígena que era muito humilhada nas cenas e com isso, houve diversas denúncias de racismo e consequentemente, problemas na Justiça.

A intérprete da índia foi Bumba, uma atriz paraense.

Na novela, a personagem dela era uma empregada doméstica na casa de Ademilde que foi interpretada por Arlete Salles.

Com índia humilhada e acusações de racismo, novela de Miguel Falabella, virou caso de Justiça

Porém, ela era tratada com ofensas e como inferior por Adalgisa, interpretada por Stella Miranda e Adail, Bia Nunnes.

Com índia humilhada e acusações de racismo, novela de Miguel Falabella, virou caso de Justiça

O problema é que a representação das duas atrizes foi vista pelos defensores da causa indígena como um reforço de estereótipos negativos em relação aos índios.

Com isso, Aloir Pacini, antropólogo disse:

“Ela é tratada de forma exótica, como se fosse um bicho. Ela é muito maltratada. E isso acaba sendo multiplicado, pois a TV tem uma grande capacidade de difundir imagens sintéticas nas mentes das pessoas. Esse não é o papel da televisão”

Saiba Mais:

Bruno Gagliasso conta sobre o “surubão”

Bruna Marquezine, após expor Neymar, faz revelação sobre novo amor

Goleiro Bruno assina contrato com time Europeu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *