Extremistas hindus [email protected]@m cristão e jogam corpo em floresta

Extremistas hindus [email protected]@m pastor e jogam fora o corpo no meio da floresta na Índia. De acordo com as informções, foi a esposa que encontrou o corpo do pastor.

O caso ocorreu em  julho de 2019 e foi denunciado pela ONG International Christian Concern. De acordo com as testemunhas, o pastor havia sido sequestrado por nacionalistas hindus radicais . O grupo radical já havia ameaçadp  pastor Munsi Thado e sua família.

Chamada de “[email protected]@[email protected]”, Paola Carosella rebate seguidor

Mulher é presa por [email protected] menina de 13 anos

Polícia procura por bebê que desapereceu em maternidade

Extremistas hindus [email protected]@m cristão e jogam corpo em floresta

De acordo com os cristãos que vivem na área, os radicais se opunham a presença do pastor e de sua família. “Ele foi m0rto por causa de sua fé, vida e ministério para o povo Adivasi na área...Mas ele levou mais de 20 famílias a Cristo nos últimos cinco anos, desde que foi expulso da aldeia por alguns radicais hindus”.

ONGs informam que a situação dos cristãos na localidade é preocupante, pois as ameças são constantes. Isso para não falar dos ataques e das violencias que variam desde estupr0s coletivos a [email protected]ções.

A Índia é considerado o décimo país mais perigoso para que um cristão viver, mas apesar das ameças a família e o risco a viúva disse que não vai se mudar da vila.

O crime foi denunciado para a ONU após acusações de que as autoridades locais e do país não deram importância ao acontecimento. Agora as denúncias seram levadas a cortes internacionais e deveram ser apuradas.

Diversas religiões cristãos de diferentes denominações pedem uma resposta para oa situação, e exigem que as autoridades se esforcem para garantir a segurança dos cristãos que estão naquele país.

Até o momento os assassinos não foram identificados. Mas as autoridades garantem que estão fazendo de tudopara identificar e levar a jsutiça os responsáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *