Funcionário de farmácia é acusado de injuria racial

Funcionário

Um funcionário de uma farmácia em Porto Alegre foi acusado por um cliente de cometer injuria racial. De acordo com o cliente ele tentou efetuar uma recarga de celular. Porém foi comunicado que a farmácia não estava realizando recargas para quem não efetuasse o pagamento com notas grandes, pois eles não tinha troco.

Auxílio Emergencial 13 milhões de brasileiros terão que refazer o cadastro

Mas o ciente argumentou que isso estaria errado, pois ele não era obrigado a fornecer o valor exato, sendo que o troco era  de pouco valor. Após a atendente não argumentar mais outra funcionária tentou se justificar, quando um terceiro funcionário saiu de dentro de uma sala aos fundos da farmácia.

Cantora Mariana Aydar e filha de sete anos estão com coronavírus

Segundo o relato, o homem teria saído da peça aos fundos gritando com o cliente: “Tu quer que eu faça o quê? saia com uma arma na mão para roubar dinheiro pra ter troco? Se tu não gostou vai reclamar com aquela raça maldita de chineses!

Cantor do The Voice Kids é assassinado em Pernambuco

A  funcionaria mandou o colega ficar quieto, o homem ficou gritando ofensas contra chineses na porta de sua sala. Conforme o relato o desentendimento ocorreu em uma farmácia da zona sul da capital do RS. A farmácia é franquia da rede São João, segundo a funcionária da loja do bairro Restinga, a franquia é a filial 57.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy