Governo prorroga por 2 meses auxílio emergencial, mas quer dividir em 4 parcelas; veja calendário

Governo prorroga por 2 meses o auxílio , mas quer dividir  em 4 parcelas o beneficio. Acompanhe o calendário disponível.

Governo prorroga por 2 meses auxílio emergencial, mas quer dividir em 4 parcelas; veja calendário

Pois contudo  isso  nos últimos meses, o mundo inteiro vem sofrendo sérios impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, doença que vem tirando a vida de milhares de pessoas ao redor do planeta.

Leia Também:  Auxílio emergencial; Bolsonaro diz que o benefício terá mais 3 parcelas

Contudo, isso no total, já soma mais de 507 mil óbitos e mais de 10 milhões de infectados.

Assim  essa rápida proliferação do vírus, os órgãos de saúde determinaram o isolamento social, o que fez com que muitas lojas, empresas, bares, restaurantes, entre outros, fossem fechados.

Tal medida fez com que várias pessoas perdessem o emprego e ficassem completamente sem renda.

Pensando em amenizar os impactos causados pela pandemia e ajudar os brasileiros mais necessitados a passarem pela crise, o governo liberou o auxilio emergencial, no valor de R$ 600, que seria pago no total de três parcelas.

Enfim, nesta terça-feira, 30 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, finalmente anunciou a prorrogação do benefício que tanto se esperava.

segundo Guedes, a proposta é que sejam pagas mais quatro parcelas em dois meses, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil.

Queridinho de Bolsonaro, Mario Frias chama auxílio emergencial

O auxílio emergencial deverá ser feito da seguinte maneira, segundo o ministro:

R$ 500 no início do mês;
R$ 100 no fim do mês;
R$ 300 no início do mês;
R$ 300 no fim do mês.

Governo prorroga por 2 meses auxílio emergencial, mas quer dividir em 4 parcelas; veja calendário

No entanto, o anúncio foi feito em uma cerimônia no Palácio do Planalto, onde estavam presentes o presidente da república, Jair Bolsonaro, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de parlamentares e convidados.

Durante a cerimônia, o Presidente assinou um decreto sobre a prorrogação do auxílio emergencial.  No final  do evento, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que o cronograma  das novas parcelas ainda será divulgado.

Alias segundo ele, o calendário está pronto,  porém falta  só a autorização do ministro Paulo Guedes para anunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *