Homem de 82 anos é indiciado após ‘brincadeira sexual’ terminar na morte do amante

Homem de 82 anos é indiciado após ‘brincadeira sexual’ terminar na morte do amante

Alan Bischof conversa com repórter em Houston

Pois é, um homem com 82 anos e casado com uma mulher de 35 anos, está sendo indiciado por ter cometido um homicídio culposo.

O caso aconteceu em Houston (Texas, EUA).

Mas, como aconteceu isso?

Então, ele havia feito uma brincadeira sexual sadomasoquista com o amante de 65 anos e com isso, acabou causando a morte do parceiro.

O nome do amante era Craig LaMell e ele morreu um mês depois do jogo sexual violento com Alan Bischof, conforme divulgado no “NY Post”.

Contudo, o envolvimento de Alan somente foi descoberto no final do mês de abril, isto é, quase 5 meses após, ele ter se aposentado.

Contudo, esta descoberta somente pode ser feita depois que o ex-chefe encontrou a confissão por escrito em um computador que Alan utilizava no trabalho.

Com isso, os documentos encontrados contavam diversos detalhes do relacionamento que os dois tinham.

Homem de 82 anos é indiciado após ‘brincadeira sexual’ terminar na morte do amante

Contudo, Alan falou como era a relação com a vítima e disse que o próprio Craig que pediu para que fosse agredido, já que tinha isso como um fetiche.

Dessa forma, Alan acabou descrevendo Craig como um “bebê indefeso” durante a agressão.

Além disso, Alan também fotografou o parceiro que estava caído no chão e com sangue nos braços, tronco e rosto.

Com isso, a agressão foi tão forte que Craig precisou ser levado para a emergência de um hospital.

Ademais, ele optou por manter o ocorrido em segredo e acabou contando para as pessoas que havia levado uma surra do marido de uma mulher com quem teve um envolvimento.

Com o decorrer dos dias, ele recebeu alta, mas acabou voltando por causa de uma hemorragia cerebral.

Porém, depois de uma semana internado no CTI, ele acabou morrendo.

Dessa forma a morte foi classificada como um homicídio que foi provocado por causa do trauma na cabeça.

A defesa de Alan diz que a agressão foi consensual.

Além disso, o idoso acabou sendo solto após pagar uma fiança equivalente ao valor de R$ 280 mil.

Já a esposa de Alan, Beverly, alegou que sequer tinha conhecimento do relacionamento que Alan tinha com Craig.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *