Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Jovem de 16 anos morre dois dias depois de ser diagnosticada com dengue. “Ela lutou muito para viver… Ver mais

Fernanda Ferreira Martins teve um quadro grave de dengue associado à diabetes.

Fernanda Ferreira Martins, uma jovem de 16 anos, infelizmente perdeu a vida devido à dengue em Uruaçu, no norte de Goiás. O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) confirmou que ela enfrentou um quadro grave de dengue, agravado por uma cetoacidose diabética gravíssima.

A Perda Prematura de Fernanda Ferreira Martins, uma Jovem Vítima da Dengue

Portanto, Fernanda morreu neste sábado (3). Em nota, o HCN lamentou “profundamente” a morte da adolescente e se solidarizou com a família. Além disso, disse estar disponível para colaborar com informações sobre o caso.

Contudo, neste domingo (4), a família e os amigos de Fernanda puderam dar o último adeus a adolescente em uma cerimônia de velório, em Uruaçu. A mãe de Fernanda, Isabel Ferreira, fez uma publicação em homenagem à filha nas redes sociais.

Todavia, aos 16 anos, Fernanda equilibrava seu trabalho como designer de unhas em gel com os estudos. Ela frequentava o 3º ano do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás (CPMG), que prestou homenagens durante seu velório. Contudo, nas redes sociais, Fernanda compartilhava seu trabalho e também momentos com seus irmãos. Sua partida prematura deixou um vazio em muitos corações, mas suas memórias permanecerão vivas para sempre.

Estudante de 16 anos morre de dengue em Goiás

Crise de Saúde Pública: A Situação Alarmante da Doença no Brasil

O Brasil enfrenta uma situação alarmante em relação à dengue. Nos primeiros cinco meses de 2024, o país já registrou mais de 217 mil casos da doença, um número mais de três vezes superior às notificações do mesmo período em 2023, que foram de 65.366.

Essa incidência preocupante é resultado de fatores como o calor excessivo e chuvas intensas, possivelmente relacionados ao El Niño, além do ressurgimento dos sorotipos 3 e 4 do vírus da dengue no Brasil. O mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, encontra um ambiente favorável durante o verão, quando a população de mosquitos aumenta devido à chuva e ao calor. O pico das epidemias é esperado para o final de março e início de abril, e ainda há perspectivas de que a situação possa piorar.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde anunciou a incorporação da vacina da dengue Qdenga ao Sistema Único de Saúde (SUS). A vacinação começou em fevereiro deste ano, com cerca de 500 municípios em 16 estados incluídos na campanha. O público-alvo são adolescentes de 10 a 14 anos, que estão entre os mais afetados pela doença. É fundamental que todos estejam atentos aos sintomas e tomem medidas preventivas para combater a dengue.

Mantenha-se atualizado sobre os principais eventos no Brasil e no mundo, continuando a acompanhar nosso site.

Leia mais: OS PRIMEIROS SINTOMAS de CANCRO que 90% das Pessoas Desconsideram. Ver mais

Comentários estão fechados.