Juiz nega pedido de Lula e não proíbe faixas com ofensas

Juiz nega pedido de Lula no final da tarde desta terça-feira (31). Como resultado o dono da Havan vai poder então divulgar as ofensas por meio de faixas.

Na mensagem que o dono da Havan custeou aparece o dizer:

“Lula cachaceiro devolve meu dinheiro”.

Apesar do juiz permitir o uso muitos juristas estão divididos sobre o assunto.

Além da liminar negada por Barboni, os advogados de Lula pediram uma indenização de R$ 100 mil por danos morais referentes à divulgação de tal mensagem.

A ação contra Hang foi apresentada ao Juízo da 2ª Vara Cível de Navegantes (SC). Foi na tarde do sábado 28, pouco tempo depois de o empresário publicar vídeo em que um avião sobrevoando com as ofensas.

“Com sua conduta, o requerido desbordou injustamente do direito ao antagonismo político e livre opinião, ofendendo até mesmo qualquer senso de civilidade no debate político em plena ebulição no País”, registram os defensores de Lula sobre o fato.

Juiz nega pedido de Lula, e sendo assim os aviões continuaram a circular com as ofensas contra o ex-presidente Lula, mesmo com a queixa dos advogados do ex-presidente contar o ato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *