Mãe de menino que caiu de prédio é funcionária da prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava de doméstica na casa do prefeito

Mãe de menino que caiu de prédio é funcionária da prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava de doméstica na casa do prefeito

Pois é, por essa ninguém esperava, a mãe do menino Miguel Otávio que acabou morrendo depois de cair do 9º andar do prédio Torres Gêmeas, no Recife, aparece no Portal da Transparência de Tamandaré.

No caso, consta que ela é uma funcionária comissionada da prefeitura desde o ano de 2017.

Com isso, foi aberta investigação pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), assim como também um inquérito do Ministério Público de Pernambuco.

A mãe de Miguel chama-se Mirtes Renata Santana de Souza e ela afirmou que trabalhava na função de doméstica na casa do prefeito do município, Sérgio Hacker e da primeira-dama, Sari Gaspar Côrte Real.

Ademais, Sara Gaspar Côrte Real foi presa por homicídio culposo, contudo acabou sendo liberada depois de pagar fiança no valor de R$ 20 mil.

O menino estava sob os cuidados de Sara, enquanto a mãe da criança estava passeando com o cachorro dos patrões, quando caiu.

Dessa forma, lodo depois da tragédia, Mirtes pediu demissão.

Mãe de Miguel: ‘Sempre tive paciência com os filhos dela e ela não teve com o meu’
Truculência Repórter da GloboNews leva empurrão ao vivo de policial nos EUA
Ator pornô é preso após morte de fotógrafo por veneno de sapo
Imagens fortes: idoso bate a cabeça no chão ao ser empurrado por policiais

Mãe de menino que caiu de prédio é funcionária da prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava de doméstica na casa do prefeito

Por meio da assessoria de comunicação, a prefeitura de Tamandaré declarou que o Ministério Público solicitou informações sobre a contratação de Mirtes.

Então, a mãe da criança, Mirtes Renata, assim como a avó trabalhavam para a família há 4 anos.

Contudo, no Portal da Transparência, apenas consta somente o nome de Mirtes Renata, já a da avó, não.

Conforme disposto no Portal da Transparência, Mirtes é empregada da prefeitura como gerente de divisão CC-6, assim como também, está lotada no setor de “Manutenção das atividades de administração”.

Ademais, consta que ela foi admitida no dia 1º de fevereiro de 2017, mas no que tange a carga horária semanal consta como zero horas.

Além disso, no portal consta que o salário dela mensal é de R$ 1.093,62, sendo que com o desconto no valor de R$ 78,38, totalizaria o valor de R$ 1.015,24.

O MPPE está apurando a prática de improbidade administrativa do prefeito Sérgio Hacker e com isso, a promotoria declarou “O MPPE já constatou, através de busca no portal da transparência municipal, que a senhora Mirtes Renata figura na folha de pagamento do município desde fevereiro de 2017”.

Já o Tribunal de Contas do Estado também está apurando o caso e declarou:

“Após a fiscalização, constatada a veracidade dos fatos, o gestor poderá responder por crime de responsabilidade e infração político administrativa. Na existência de pagamentos por serviços não prestados, as pessoas envolvidas deverão ser chamadas a devolver a quantia recebida. Neste caso específico, o prefeito poderá responder solidariamente, ou seja, terá que também ressarcir os cofres públicos”.

PASTORES GAYS SE CASAM EM IGREJA EVANGÉLICA
Vídeo Carlinhos Vidente diz que pandemia “não vai embora agora” e faz previsão sobre ebola; “está vindo”
Triste: Perdeu a sua vida Atriz que era da Globo…| Claudia Rodrigues noticia chega | Regina Duarte

Mãe de menino que caiu de prédio é funcionária da prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava de doméstica na casa do prefeito

Mãe de menino que caiu de prédio é funcionária da prefeitura de Tamandaré, mas trabalhava de doméstica na casa do prefeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *