Mãe do bebê morto a socos e dentadas é presa

A mãe do bebê morto a socos e dentadas foi presa na manhã desta terça-feira (11), após estar foragida por um mês. A morte do bebê ocorreu no dia 5 de janeiro deste ano em Praia Grande. Após a mãe e o padrasto da criança levarem o bebê para um UPA, a equipe de enfermagem suspeitou das marcas no corpo da criança e acionou a polícia.

De acordo com os médicos a marcas apresentadas no corpo da criança não condiziam com acidente doméstico e sim com agressão. Na ocasião o padrasto foi preso em flagrante como o principal suspeito do caso. A mãe do bebê de uma ano e três meses chegou a ser detida na época. Mas no entanto ela foi liberada em uma audiência de custódia, mais tarde um novo mandato de prisão foi expedido, porém a mulher desapareceu.

Giulia Cândido, de 21 anos, a mãe de bebê morto foi encaminhada para à Cadeia Feminina de São Vicente, seu envolvimento no crime ainda é investigado. Mas de qualquer forma para a polícia, não resta duvidas de que ela tentou encobrir o assassinato da criança que foi provocado pelo seu companheiro.

De acordo com o relato das testemunhas à Polícia, o bebê apresentava uma mordida no rosto e, em exames, foi constatado que Anthony tinha também fratura no crânio, tórax, clavícula, no nariz, mandíbula e presença de sangue no ouvido e diversos hematomas na testa e no rosto.

Alerta aos pais – Brincadeiras perigosas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *