Marco Feliciano diz que os católicos adoram Satanás

Marco Feliciano diz que os católicos adoram Satanás
Publicidade :)

Marco Feliciano diz que os católicos adoram Satanás e possuem corpo “entregue à prostituição”

Um vídeo está circulando na internet e o protagonista principal é o Pastor Marco Feliciano.
Dessa forma, é possível ver o deputado dizendo que os católicos adoram Satanás e que possuem o corpo “entregue à prostituição”, assim como também, “a todas as misérias dessa vida”.
Além disso, na pregação do deputado que não foi informada a dta, ele também denomina a religião católica de “morta e fajuta”.
Ademais, também faz críticas ao costume de usar crucifixos de Jesus no pescoço.
Dessa forma ele disse:

“Eu conheço o Deus de Paulo (São Paulo). Não é o Deus dessa religião morta e fajuta em que você está.
Se há algum católico entre nós aqui, o que eu duvido muito, mas, se tiver, deixa eu explicar uma coisa.
Primeiro: você não pode sentir aquilo que nós sentimos sem experimentar o Deus que nós sentimos.
‘Não, pastor, não, pastor, mas eu sou carismático. Eu até aprendi a falar em línguas, colocaram uma fita no rádio e eu decorei.’
Esse avivamento é o avivamento de Satanás”.
“Porque o avivamento que provém de Deus, você não precisa ouvir fita para aprender.

Você não pode experimentar o mesmo avivamento que eu porque o seu Deus não é o mesmo Deus que o meu Deus”

Publicidade :)

 

Marco Feliciano diz que os católicos adoram Satanás e possuem corpo “entregue à prostituição”

Além disso, ele também disse:

“O meu Deus exige santidade. Santidade física e santidade de alma.

Não adianta dizer que seu coração é de Deus, mas o seu corpo está entregue à prostituição, à idolatria e a todas as misérias dessa vida.

Quem é de Deus louva a Deus até no seu corpo”.

Apesar de o deputado dizer que não é homofóbico, ele também incluiu os homossexuais na pregação.

Com isso, ele disse:

“O meu Jesus não foi feito para ser enfeite de pescoço de homossexual nem de pederasta nem de lésbica”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *