Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

[ Tragédia ]: Menina de 8 Anos é Encontrada ‘Estrangulada’ em Poço. “O corpo estava vestido com… Ver mais…

Lana, de apenas 8 anos, estava desaparecida havia uma semana e foi encontrada morta em um poço a 500 metros de casa, na zona sul de SP.

Lana, uma menina de 8 anos, desapareceu misteriosamente após a mãe sair para ir ao mercado no bairro Jardim Lucélia, em São Paulo. Enquanto a mãe estava fora, Lana ficou em casa assistindo televisão na companhia do irmão de 15 anos. Contudo, em um determinado momento, ela decidiu sair para a rua. Foi então que o vizinho de 13 anos a encontrou no portão de casa e saiu com ela.

Lana, uma menina de 8 anos sai acompanhada com Adolescente, mas ele volta sozinho

Posteriormente, as imagens capturadas por câmeras de segurança revelaram o momento perturbador em que o jovem vizinho retorna sozinho para casa, aproximadamente 40 minutos depois. Lana, infelizmente, não estava com ele.

O adolescente apresentou pelo menos quatro versões diferentes para o caso na delegacia, mas a polícia não comprovou nenhuma delas. Naquele momento, a polícia ainda tratava o caso como um desaparecimento, então ele foi liberado para voltar para casa.

O delegado conduziu a mãe, o irmão e outros familiares da menina à delegacia para que eles prestassem mais esclarecimentos. O delegado está investigando a mãe de Lana para verificar se ela participou do desaparecimento da filha.

O avô do adolescente suspeito que acompanhou a garota também prestou depoimento na delegacia, junto com o neto.

A versão dita por eles à polícia é que o adolescente teria recebido R$ 100 para levar Lana a três pessoas que estavam dentro de um carro, na própria comunidade. O garoto afirmou ainda que não recebeu o pagamento.

A mãe do adolescente revelou aos investigadores que seu filho tem problemas psicológicos e toma medicamentos controlados. Apesar disso, ela não apresentou nenhum documento que pudesse comprovar essa informação.

Lana vivia com a mãe e seus oito irmãos. Segundo os vizinhos, ela e o adolescente costumavam conversar todos os dias através das frestas de um muro improvisado.

Os vizinhos suspeitam que Lana e o adolescente possam ter caminhado aproximadamente 500 metros dentro da comunidade até chegar ao poço. O percurso é marcado por partes íngremes e vários obstáculos, incluindo uma ponte improvisada.

Ivalda Aleixo, diretora do DHPP, encontrou sinais de estrangulamento no corpo da criança. A principal incerteza, no entanto, está relacionada à data exata da morte de Lana.

Quando resgataram o corpo do poço, ele já apresentava sinais de rigidez. Ivalda suspeitou que Lana poderia ter sido morta em um local diferente por causa disso.

Além disso, ainda há uma questão pendente sobre o método exato usado para matar a menina. A divulgação do laudo esclarecerá essa dúvida, o que pode demorar até 30 dias.

 

Leia mais: Jovem de 19 anos MATA o próprio irmão Caçula. “O corpo da criança foi esquart… Ver mais…

Comentários estão fechados.