Mulher se recusa a deixar praça, morde guarda e acaba presa em SP

Mulher se recusa a deixar praça, morde guarda e acaba presa em SP
Publicidade :)

A mulher estava caminhando em uma praça quando foi abordada pelos guardas civis que estão trabalhando no combate ao coronavírus em Araraquara, cidade de São Paulo.

Ela diz o vírus não passa de invenção comunista, e ninguém a tiraria da rua, afinal era uma pessoa livre.

O guarda tenta conversar com a mulher e fazer com que ela vá para sua casa de forma amigável, mas ela está irredutível.

Publicidade :)

Os guardas então fazem a imobilização da senhora e a levam para a delegacia. Enquanto ela segue aos gritos de “comunistas do inferno” “puxa-saco do PT”.

São Paulo é p estado com o maior número de casos confirmados e mortes causadas pelo coronavírus.

Diante disso, o governador João Doria reforçou as medidas de isolamento e colocou guardas para conter pessoas que descumpram o decreto.

Confira o vídeo da ação realizada pelos guardas!

https://www.facebook.com/100040355524924/posts/236102354411614/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *