Noiva se casou em hospital de SP

Noiva se casou em hospital de SP
Publicidade :)

Noiva se casou em hospital de SP para o pai acompanhar a cerimônia no último dia de vida dele

O piloto de avião Glauco Palheta de 56 anos estava internado no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, localizado em São Paulo.
Porém, Gabriela de 22 anos filha de Glauco resolveu se casar no dia 5 de abril dentro do hospital para que o pai pudesse acompanhar toda a cerimônia.
Ela estava toda vestida de branco e com um lindo buquê na mão.
Dessa forma, filha e pai entraram na cerimônia que aconteceu no quarto dele.
A bem da verdade, a cerimônia aconteceria no final de maio, porém precisou ser adiantada devido ao estágio terminal de câncer pelo qual Glauco passava.
Com isso, no dia seguinte a cerimônia, Glauco faleceu.

 

Publicidade :)

Noiva se casou em hospital de SP para o pai acompanhar a cerimônia no último dia de vida dele

O piloto descobriu em abril do ano passado que estava com um câncer de próstata e infelizmente, em menos de 2 meses, o quadro dele acabou evoluindo para uma mestátase.

Além disso, a filha dele disse: “ A gente fez todo o tratamento, quimioterapia, radioterapia, fez tudo, a gente tinha muita esperança”.

Porém, no início de fevereiro, o câncer atingiu o pâncreas e o fígado, fazendo com que o quadro se agravasse.

Dessa forma, a família há um mês foi informado que não havia mais tratamento possível a ser feito.

Com isso, Gabriela e o noivo resolveram adiantar o casamento e fazer o mesmo no hospital.

Todos os preparativos foram realizados junto a equipe do Oswaldo Cruz, já que além dos cuidados que uma cerimônia precisa para ser feita dentro do hospital, ainda havia a questão da pandemia do Covid-19.

Assim, no dia 5 de abril, a cerimônia foi feita apenas com os noivos, pais dos noivos, um único padrinho e o pastor. Além disso, todos utilizavam máscaras.

Ela entrou ao som de “Pieces” junto com o pai que estava em uma cama que foi empurrada pela enfermeira.

Gabriela disse que “Dois dias antes do meu casamento, meu pai teve um pico de lucidez que não acontecia há um tempo. Depois, ele falou que o casamento foi maravilhoso”.

Porém, no dia 6 de abril, o piloto de avião não mais acordou.

Dessa forma, Gabriela disse: “Meu pai sempre disse que existe um propósito para tudo, e poder compartilhar isso é uma alegria para a gente”. “Para a gente, é uma alegria poder levar esperança e amor para as pessoas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *