PESQUISADORES DETECTAM CORONAVÍRUS EM LEITE MATERNO

PESQUISADORES DETECTAM CORONAVÍRUS EM LEITE MATERNO

Muito vem sendo falado sobre o novo coronavírus e acima de tudo, os estudos continuam. 

Todavia, até o momento não tivemos nada certo sobre o fim da pandemia, porém, é preciso estar atentos a cada nova descoberta.

Recentemente foi detectado por pesquisadores alemães a presença do vírus do covid-19 também no leite materno de uma mulher infectada.

Vacina chinesa para a Covid-19 tem resultados iniciais seguros

Entretanto, segundo a publicação da universidade do sul do país, foram investigados duas mulheres que desenvolveram os sintomas ainda grávidas.

Tanto elas como os recém-nascidos, testaram positivo para o covid-19.

Mesmo após a descoberta, não é possível identificar se o bebê teria se infectado com o leite ou pelo contato físico com a mãe.

Com a suspeita da doença, ela passou a usar máscara e a fazer higienização ao amamentar a criança.

Todavia, os pesquisadores alertam para a nova informação.

“Nosso estudo demonstra que o SARS-CoV-2 pode estar presente no leite das mulheres lactantes com infecções agudas. Porém não sabemos com que frequência isso ocorre, nem se o vírus que se encontra é infeccioso e podem ser transmitidos ao bebê”, declarou o professor Jan Münch, um dos líderes da pesquisa.

No entanto, o comunicado da universidade apontou que em até 14 dias tanto as mães quanto os bebês estavam curados.

PESQUISADORES DETECTAM CORONAVÍRUS EM LEITE MATERNO

Em conclusão, a forma habitual de transmissão do covid-19 é por gotículas de saliva que se expelem no ar.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) não recomenda a interrupção da amamentação mesmo em casos de contaminação. 

A era do coronavírus

Os pesquisadores alertam também, que enquanto a amostra da primeira mãe que já tinha os resultados positivos não apresentou mutação, a amostra da segunda mãe que não tinha sintomas nenhum, deu positivo quatro vezes.

Entretanto, o ideal é sempre procurar seu médico em qualquer suspeita sobre o coronavírus ou não.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *