Se for preciso Brasil busca equipamentos na China, diz Mandaetta

Se for preciso Brasil busca equipamentos na China, diz Mandaetta
Publicidade :)

Se for preciso Brasil busca equipamentos na China, afirmou nesta quinta-feira o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta. De acordo com as informações do ministro, o Brasil tem assinado contratos de compras de equipamentos com empresas do país asiático. Mas conforme as informações de Mandetta, há uma demanda muito grande em todo o mundo por material de combate ao coronavírus. E isso pode dificultar a entrega por parte dos chineses (responsáveis por grande parte da produção mundial).

Mas o ministro falou que se for preciso, para resolver o problema o Brasil mandará aviões á China para buscar os equipamentos.

Número de mortos por covid-19 chega a 299 e 7.910 casos confirmados

Publicidade :)

“Se falarem que o equipamento está lá na China, vamos fazer a logística internacional. Vamos mandar aviões, vamos fazer a nossa logística, com voo de companhia brasileira, com voo de FAB [Força Aérea Brasileira], para que possa ter um mínimo de equilíbrio no sistema”, afirmou o ministro.

O governo brasileiro fechou um acordo comercial de compra dos equipamentos médico, são um investimento de compra no valor de R$ 1,2 bilhão em respiradores com a China.

“Questão de 15 dias atrás, China falou: ‘ok, já posso começar a vender’. Entrou a demanda reprimida de todo mundo que já precisava para rotina, mais o excedente dos países que já estavam sob situações epidêmicas. É lógico que, por mais que produza, você tem hoje um momento muito intenso de ajuste de toda a produção e a logística”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *