Se Mandetta sair, Bolsonaro cai em poucas semanas

Se Mandetta sair, Bolsonaro cai em poucas semanas
Publicidade :)

Se Mandetta sair, Bolsonaro cai. Nunca antes na história da política brasileira um ministro abalou tanto as estruturas de um presidente. Em poucas horas o mundo da política brasileira virou de cabeça para baixo. Mas tudo foi pelo fato de que o inconsequente Jair Bolsonaro levado pela vaidade deu a entender que poderia demitir o ministro Mandetta ainda nesta segunda.

Mas após levanta a possibilidade o presidente teve sua estrutura abalada, militares se mostraram contra Bolsonaro e Alcolumbre deixou claro que o congresso não aceitaria a demissão. Em todo o país foi registrado protestos em defesa ao ministro.

Mas Mandetta não irá cair, ao menos por ora. O presidente Jair Bolsonaro já tinha se decidido pela exoneração do principal nome do governo no combate ao coronavírus. Mas no final da tarde foi convencido por militares, como os ministros Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Governo) a desistir.

Publicidade :)

A possibilidade de exoneração, no entanto, continua forte. Mandetta bateu de frente com Bolsonaro principalmente por causa da questão da quarentena ampla. De acordo com fontes do governo, Bolsonaro se quer tem interesse de conversar com o ministro. Mandetta tem sido elogiado no mundo todo, inclusive pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ele tem sido visto como um uma forte liderança no país ao combate à pandemia. Mas Bolsonaro no entanto tem sido visto com maus olhos no mundo por sua posição contra a quarentena e descrença nos dados da OMS.

Ele prefere flexibilizar o isolamento social por acreditar que a adoção da quarentena vai “quebrar” a economia do país e provocar caos social, o que pode ferir de morte o seu governo.

Caso caia o nome mais cotado para substituir Mandetta é Osmar Terra, que inclusive, já teria ligado para alguns governadores para anunciar a decisão do presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *