SECRETÁRIO DEFENDE ISOLAMENTO E DIZ QUE É “PARA EVITAR MEDIDAS MAIS DURAS”

SECRETÁRIO DEFENDE ISOLAMENTO E DIZ QUE É “PARA EVITAR MEDIDAS MAIS DURAS”
Publicidade :)

SECRETÁRIO DEFENDE ISOLAMENTO E DIZ QUE É “PARA EVITAR MEDIDAS MAIS DURAS”

Entretanto, em entrevista neste sábado (11) o secretário de Vigilância e Saúde Wanderson de Oliveira disse que o isolamento deve ser mantido em cidades mais críticas.

Todavia, ele ainda afirmou que isso é justamente para evitar medidas mais duras, no caso, o bloqueio total.

Publicidade :)

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil chegou aos 20.727 casos confirmados do novo coronavírus.

“O bloqueio total é uma medida muito amarga e esperamos não ter que adotar essa medida em nenhum local do Brasil. E para isso é fundamental que o distanciamento social não seja relaxado, especialmente em Manaus, Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo”, afirmou o secretário.

SECRETÁRIO DEFENDE ISOLAMENTO E DIZ QUE É “PARA EVITAR MEDIDAS MAIS DURAS”

Entretanto, Wanderson destacou que o ideal para a cidade de São Paulo seria 70% de isolamento e como não se chegou nisso ainda, as medidas não devem ser afrouxadas.

“O Distrito Federal é exemplo de boa estratégia. Fizeram uma medida de restrição há duas semanas. Estão agora observando medidas, viram o comportamento social. Estão modulando esse padrão. Antes de ontem liberaram o setor bancário. Liberaram o setor bancário com orientações de higienização de mãos, distanciamento para o atendimento. Várias feiras, só entra por uma porta, sai por uma porta. Não tem o entra e sai, chocando as pessoas, o corpo de bombeiros medindo a temperatura. E com isso, o gestor local está fazendo uma análise. Ele pode endurecer: eu relaxei com banco e aumentou o número de casos. Ou não, deu certo, dá para migrar para bares e restaurantes. Mas essa decisão é uam decisão de gestor municipal, do gestor local, porque só ele tem condições de decidir o que é melhor para sua população”, explicou Wanderson.

Em conclusão, não é momento de relaxar com as medidas de isolamento mesmo que muitas pessoas estejam pressionando a retomada das atividades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *