STF suspende aval de sindicatos a acordos trabalhistas durante pandemia

STF suspende aval de sindicatos a acordos trabalhistas durante pandemia
Publicidade :)

O STF suspende o aval dos sindicatos aos acordo trabalhistas durante a pandemia do coronavírus. Os acordos individuais entre patrão e empregado para reduzir jornada de trabalho e salário durante a pandemia terão validade imediata.

É um risco que eu corro, diz Bolsonaro sobre fim do isolamento

De acordo com o entendimento do STF, isso vai preservar a MP do governo editada para combater os efeitos econômicos em meio a pandemia. Conforme o defendido pelo governo, a MP garante a preservação do posto de trabalho evitando demissões ocasionadas pela crise.

Publicidade :)

Enquete: Nelson Teich fará um trabalho melhor que o de Mandetta no Ministério da Saúde? Entre e vote

A estimativa do governo é que a MP preserve 24,5 milhões de postos de trabalho. Mas até o momento de acordo com a Advocacia Geral da União (AGU), foram fechados 2,5 milhões de acordos. O texto prevê a preservação do valor do salário-hora dos trabalhadores mas estabelece reduções de jornada que poderão ser de 25%, 50% ou de 70%. Porcentagens diferentes dessas terão que ser acordadas em negociação coletiva, mas a MP estabelece teto de 70%.

A partir das 18h, 9 milhões vão saber se terão direito a auxílio, diz Caixa Econômica e novo aplicativo será lançado

Conforme o texto, trabalhadores cuja a jornada seja reduzida ou contrato suspenso receberão da União um auxílio emergencial. O programa ficará em vigor por 90 dias. STF suspende

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *