Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Tia de Lívia Gabriele expõe o que viu após se deparar com corpo da sobrinha: ‘Era visível que tinha levado umas pancadas’ Ver mais

A tia de Lívia contou o que viu após ter se deparado com o corpo da sobrinha. Ela deu mais detalhes sobre a situação exposta.

O fatídico encontro de Livia Gabriele da Silva Matos, uma jovem de 19 anos, com Dimas Cândido de Oliveira, jogador de 18 anos do Corinthians, desvenda uma série de controvérsias e discrepâncias. Essa situação alarmante suscita questionamentos sobre as circunstâncias que envolveram a morte da jovem.

Mensagens trocadas entre Lívia Gabriele e Dimas revelam uma relação além da amizade.

Portanto, diversos meios de comunicação divulgaram mensagens trocadas entre os dois, revelando uma relação que ultrapassava os limites da amizade. A linguagem afetuosa usada e a sugestão de um possível envolvimento romântico são evidentes nessas conversas. No entanto, é importante lembrar que essas são apenas interpretações baseadas nas mensagens e que a verdadeira natureza de sua relação só pode ser confirmada pelos próprios indivíduos envolvidos.

Existem discrepâncias nas versões apresentadas pela família de Lívia e pela defesa de Dimas sobre o encontro. De acordo com o advogado de Dimas, esse foi o primeiro encontro pessoal entre eles.

Além disso, ele sustenta que o ato foi consensual. No entanto, a família de Lívia refuta essa afirmação, apontando para mensagens que sugerem uma relação íntima entre eles desde o ano anterior. Essas mensagens, segundo a família, indicam que a relação entre eles era mais do que casual. Portanto, a verdadeira natureza do relacionamento entre Lívia e Dimas permanece um ponto de controvérsia.

Todavia, Lidia Matos, mãe da jovem, insiste em esclarecer que, segundo seu conhecimento, a relação de sua filha com o jogador era de amizade, e não de um namoro. Ela destaca que sua percepção era de que o jogador era apenas um amigo de sua filha, e não um parceiro romântico.

foto colorida da A jovem Livia Gabriele Da Silva Matos, 19 anos, que morreu após passar mal durante encontro com o jogador corintiano Dimas Cândido - Metrópoles

Preocupações da família sobre a possibilidade de mais pessoas no local do incidente

A família da jovem expressa preocupações profundas sobre a possibilidade de haver mais pessoas presentes no local do incidente. Um amigo de Dimas foi observado com o pé manchado de sangue, evidenciando isso.

As marcas de agressão no pescoço e unhas quebradas que a jovem apresentava quando foi levada ao hospital amplificam as suspeitas de violência física. Esses detalhes adicionam uma camada de complexidade e gravidade à situação, exigindo uma investigação mais aprofundada.

“Nádia, a tia de Lívia, expressou claramente que a jovem sofreu danos físicos”, começou ela. “Ela continuou, afirmando que tal dano não seria infligido no IML, como se tivesse sido forçado a quebrar”.

Este emaranhado de versões contrastantes e elementos alarmantes destaca a necessidade imediata de uma investigação detalhada para esclarecer os pormenores do incidente.

Além disso, as declarações de Nádia, tia de Lívia, sublinham a apreensão palpável da família com a possibilidade de mais pessoas estarem envolvidas no incidente. Isso reforça a importância de uma busca incansável por justiça e verdade neste caso angustiante.

Mantenha-se atualizado sobre os principais eventos no Brasil e no mundo, continuando a acompanhar nosso site.

Leia mais: Filho de Ana Hickmann processa a mãe e a Record; apresentadora se pronuncia. Ver mais

Comentários estão fechados.