Vazam vídeos de Padre Kelman e Jair Bolsonaro tendo intimidade, trocando 'presentes' durante debate e revolta a todos

Vazam vídeos de Padre Kelman e Jair Bolsonaro tendo intimidade, trocando ‘presentes’ durante debate e revolta a todos

A assessoria de Jair Bolsonaro foram procurados pelo G1, porém, contaram que não querem comentar sobre o acontecido. Já a assessoria de Padre Kelmon não chegaram a responder desde a última procura feita pelo G1.

O padre voltou ao holofotes na noite da última quinta-feira (29/10), após ir ao debate político na TV Globo, e protagonizar um forte embate junto ao ex-presidente Lula (PT), onde foi chamado por “alguém disfarçado” e “candidato laranja”. Kelmon chegou a ser chamado até de “padre de festa junina” pela candidata Soraya Thronicke (União Brasil).

A Igreja emitiu uma nota sobre o ‘Padre’.

“Declaramos que o referido candidato não é membro de nossa Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia no Brasil em nenhuma de suas paróquias, comunidades, missões ou obras sociais, bem como não é e nunca foi seminarista ou membro do clero de nossa Igreja, em nenhum dos três graus da ordem (diácono, presbítero/padre e bispo), quer no Brasil, quer em qualquer outro país, e também não é e nunca foi membro leigo ou clérigo de nenhuma de nossas Igrejas irmãs (Igreja Copta Ortodoxa de Alexandria, Igreja Apostólica Armênia, Igreja Sirian Ortodoxa Malankara, Igreja Ortodoxa Etíope ou Igreja Ortodoxa de Eritreia), e que não possuímos qualquer relação ou comprometimento com o mesmo ou com qualquer um de seus feitos, passados ou presentes”.

VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR

Copy