Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Lula Critica Bolsonaro por Incompetência: “Quem governava era o Congresso… Ver mais

Presidente Lula justificou veto no orçamento destinado às emendas parlamentares e disse que retomou relação democrática com Congresso.

Na terça-feira (22/1), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retomou suas críticas ao ex-presidente e rival político, Jair Bolsonaro (PL). De acordo com Lula, Bolsonaro era “tão incompetente” que não conseguiu deixar recursos suficientes para honrar suas próprias dívidas e compromissos governamentais. Isso destaca a visão de Lula sobre a gestão financeira do governo Bolsonaro. A crítica de Lula sugere uma forte insatisfação com a forma como Bolsonaro gerenciou as finanças do país durante seu mandato.

Lula critica Bolsonaro por falta de recursos para cumprir compromissos governamentais

Durante uma entrevista realizada nesta manhã, Lula se viu diante de perguntas sobre sua relação com o Congresso Nacional. Ele mencionou o veto a uma seção que propunha um aumento de R$ 5,6 bilhões para as emendas da comissão parlamentar. Posteriormente, o líder do Planalto argumentou que, após assumir o cargo, foi necessário estabelecer uma relação democrática com o Legislativo.

“Em relação às emendas, é crucial recordar que o ex-presidente não exercia governança neste país. O Congresso Nacional era quem governava, ele sequer possuía a habilidade de debater o orçamento, seja por desinteresse ou porque não se alinhava à sua lógica. Portanto, decidimos reestabelecer uma relação democrática com o Congresso Nacional”, declarou o presidente, durante uma entrevista à rádio Metrópole, da Bahia.

Lula também declarou que “não tem nenhuma queixa sobre a relação do Poder Executivo com o Congresso Nacional” e que tem mantido diálogos abertos com as lideranças do Legislativo. De acordo com ele, os representantes dos partidos têm demonstrado “a compreensão necessária das ações que precisam ser tomadas”.

“Quando envio um projeto de lei ao Congresso, não espero que os deputados aceitem prontamente o que propus e aprovem. Envio um projeto com a expectativa de que eles farão emendas, se posicionarão contra ou a favor, e através dessa discussão, possamos encontrar um meio termo e algo que seja benéfico para o povo brasileiro”, explicou.

Presidente atual enfatiza a importância de uma relação democrática com o Congresso Nacional

Lula, o atual presidente do Brasil, tem enfatizado a importância de estabelecer uma relação democrática com o Congresso Nacional. Ele argumenta que, ao contrário de seu antecessor, que permitia que o Congresso governasse sem muita interferência do Poder Executivo, ele busca uma abordagem mais colaborativa.

O Congresso Nacional, composto pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, é um órgão bicameral que exerce o Poder Legislativo no Brasil. Sua principal tarefa é propor, analisar e aprovar leis. Além disso, o Congresso também é responsável por fiscalizar e controlar os atos do Executivo.

Lula defende que o envio de um projeto de lei ao Congresso não deve ser apenas uma formalidade, mas sim uma oportunidade para discussão e emendas. Ele acredita que essa abordagem permite encontrar um meio termo e algo que seja benéfico para o povo brasileiro.

Portanto, a declaração de Lula sobre o restabelecimento de uma relação democrática com o Congresso Nacional reflete sua visão de que o Poder Executivo e o Legislativo devem trabalhar juntos para o benefício do país.

Leia mais: Tragédia: Três crianças da mesma família perderam a vida de maneira trágica na casa da avó e todos ficaram comovidos. Ver mais

Comentários estão fechados.