Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Médica e três pets morrem após carro capotar em rodovia. “O carro capotou e só parou no… Ver mais

Laís Cristina Agostinho Xavier, de 29 anos, capotou seu carro na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Presidente Alves (SP).

Na manhã desta terça-feira (9), uma trágica sequência de eventos ocorreu na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Presidente Alves (SP). Uma médica de 29 anos, Laís Cristina Agostinho Xavier, estava dirigindo quando, infelizmente, perdeu o controle do veículo. Consequentemente, o carro capotou na altura do quilômetro 385 da via.

Tragicamente, não apenas a médica Laís mas seus pets não resistiram ao acidente

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), o veículo colidiu contra a canaleta de escoamento de água do canteiro central. Tragicamente, não apenas Laís, mas também seus três animais de estimação que estavam no carro, não sobreviveram ao acidente.

Devido ao impacto, o carro capotou e, eventualmente, parou apenas no acostamento da pista oposta. Infelizmente, Laís estava acompanhada de seus animais de estimação no veículo, especificamente dois gatos e um cachorro. Tragicamente, eles também não sobreviveram ao acidente.

Segundo informações fornecidas pela família, Laís havia partido da casa de parentes em Lins (SP), com o objetivo de retornar a Bauru, onde residia e exercia sua profissão no Hospital Estadual (HE).

Em uma declaração oficial, a Famesp, que administra o HE, expressou seu pesar pela perda. A nota acrescentou que Laís havia concluído sua residência em clínica médica no próprio hospital em fevereiro de 2023.

Na manhã desta quarta-feira (10), o corpo de Laís será sepultado no Cemitério da Saudade, localizado em Lins.

A segurança nas estradas é uma responsabilidade compartilhada que requer a conscientização e a colaboração de todos.

Acidentes em estradas são uma questão preocupante em todo o mundo. Em média, 1 milhão e 350 mil vidas são perdidas nas estradas anualmente, sendo a maior causa de morte de pessoas de 5 a 29 anos no mundo.

No Brasil, a Confederação Nacional do Transporte desenvolveu o Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários, que reúne dados da Polícia Rodoviária Federal sobre acidentes ocorridos em rodovias federais brasileiras. É possível fazer consultas sobre os registros, aplicando filtros e realizando cruzamento dos números para análises comparativas e mais completas.

O tipo de acidente mais comum nas vias federais é a colisão, que responde por 59,4% do total de ocorrências. Em seguida, vêm saídas da pista (15,7%); capotamento e tombamentos (12,2%); atropelamentos (7%) e quedas de ocupante (5,3%).

Esses dados são essenciais para entender a gravidade do problema e para desenvolver estratégias eficazes de prevenção de acidentes. A segurança nas estradas é uma responsabilidade compartilhada que requer a conscientização e a colaboração de todos.

Leia mais: A cantora SIMONE MENDES quebrou o silêncio e expôs o real motivo que a levou a se separar da irmã, SIMARIA, com quem se apresentou por 30 anos. Ver mais

Comentários estão fechados.