Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Mulher sai Gritando e pede Socorro para Policiais no meio da rua e Marido AGRESSOR é PRESO… Ver mais…

A mulher teve um dos dedos da mão machucado por atos de violência.

Em Viana, no estado do Espírito Santo, um homem foi detido sob suspeita de agredir mulher. Simultaneamente, uma câmera acoplada ao uniforme do policial militar que efetuou a prisão capturou o momento exato. Nesse instante, o marido tentou escapar do cerco dos agentes.

A mulher interrompeu a equipe que estava patrulhando a região, em busca de socorro.

Portanto, A mulher interrompeu a equipe que estava patrulhando a região, em busca de socorro. Segundo a vítima, o homem tinha o hábito de beber regularmente. Notavelmente, quando ele estava embriagado, sua agressividade aumentava ainda mais.

Contudo, Com um golpe de facão, um dos dedos da mão da mulher acabou sendo machucado.

Todavia, A violência contra a mulher no Brasil tem aumentado nos últimos anos. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Brasil registrou 722 feminicídios no primeiro semestre de 2023, um aumento de 2,6% em comparação com os 704 casos contabilizados no mesmo período de 20221. Este é o maior número registrado desde 20191.

O aumento de feminicídios no país foi puxado pela alta de 16,2% dos casos no Sudeste, a única região do país com aumento nos registros desse crime no primeiro semestre de 20231.

Em contraste, as outras quatro regiões brasileiras apresentaram uma queda nos feminicídios neste ano em relação a 2022.

Além disso, uma pesquisa revelou que 74% das brasileiras perceberam um aumento da violência doméstica e familiar em 2023. Vários fatores contribuem para o aumento da violência contra a mulher, sugerem especialistas. Entre eles, destacam-se o desmantelamento das políticas públicas para as mulheres a nível nacional nos últimos quatro anos e o avanço do conservadorismo no país.

Esses dados alarmantes destacam a necessidade urgente de ações efetivas para combater a violência contra a mulher no Brasil.

A sociedade como um todo deve se envolver na luta contra a violência de gênero e é crucial implementar políticas públicas eficazes. Juntos, podemos fazer a diferença.

A conscientização e a educação podem desempenhar um papel significativo na mudança de atitudes e comportamentos prejudiciais.

Além disso, é importante que a sociedade como um todo esteja envolvida e comprometida com essa causa. A conscientização e a educação podem desempenhar um papel significativo na mudança de atitudes e comportamentos prejudiciais. Juntos, podemos fazer a diferença.

Leia mais: SURPREENDENTE: Quatro Meses Depois, Aluno Atingido por Aparelho Volta para academia. ‘E a forma que ele volta é CHOCANTE’. Ver mais…

Comentários estão fechados.