Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Personal trainer morre de infarto aos 31 anos após sentir mal-estar no estômago. ‘”Levava uma vida extrema… Ver mais…

Segundo esposa, Danilo de Campos fazia exercícios físicos, seguia dieta e não tinha problemas de saúde.

Danilo de Campos, um personal trainer de 31 anos, encontrou seu fim trágico em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, sucumbindo a um infarto.

De acordo com Daniela Kuhn, a viúva de Danilo, ele havia ido ao hospital sozinho algumas horas antes de sua morte, queixando-se de desconforto estomacal. No entanto, infelizmente, o destino já estava traçado.

Rotina Saudável: O personal trainer Danilo, sem problemas de saúde conhecidos, mantém uma rotina de exercícios e dieta supervisionada

Daniela, a esposa de Danilo, afirmou que ele não apresentava problemas de saúde conhecidos. A rotina do jovem incluía exercícios de musculação seis vezes por semana e uma dieta supervisionada por um nutricionista.

Infelizmente, a morte ocorreu no último sábado (30).

“Ele levava uma vida extremamente saudável. Havia consultado um cardiologista para exames de rotina há 6 meses e tudo estava em ordem. Sua dieta era orientada por um nutricionista, ele treinava musculação seis vezes por semana e fazia exercícios cardiovasculares em jejum todos os dias ao acordar”, disse ela.

Conforme relatado por Daniela, seu marido fazia uso de whey protein (proteína do soro do leite), creatina e compostos para pré-treino – suplementos comumente consumidos por frequentadores de academia. Ela também faz uso desses produtos.

Alerta de Saúde: Desconforto estomacal de Danilo revela coração acelerado

Além disso, Daniela compartilhou que a família foi informada de que o desconforto estomacal de Danilo era um reflexo de seu coração, que estava batendo muito rápido.

Segundo sua esposa, Danilo sempre priorizou a saúde. Ao longo de sua carreira, ele participou apenas uma vez de um campeonato de fisiculturismo. No entanto, de acordo com Daniela, ele optou por não prosseguir nesse campo devido ao esforço exigido – que afetava inclusive sua saúde.

“Ele trabalhava como personal trainer e não era um fisiculturista. Competiu apenas uma vez, em 2022, movido pela curiosidade de experimentar a competição que premiava o esporte que tanto amava. Conquistou o quinto lugar entre 15 atletas e, satisfeito com o resultado, decidiu que não competiria novamente. A competição exigia sacrifícios à saúde e à família que ele não estava disposto a fazer. Ele sempre colocou a família em primeiro lugar”, ela relata.

Danilo deixou a esposa e um enteado de seis anos.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Infarto Agudo do Miocárdio é a maior causa de mortes no Brasil. Os principais fatores de risco são tabagismo, sedentarismo, alimentação ruim, colesterol alto e estresse em excesso.

Leia mais: MALDADE: Pai mata as duas filhas carbonizadas para se vingar da ex. “Elas imploraram para não serem mort… Ver mais…

Comentários estão fechados.