Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

A morte de um garoto de 13 anos causou revolta e indignação: Ele é atropelado por Carro em Alta Velocidade enquanto brincava com presente de Natal… Ver mais…

No domingo (24/12), um carro atingiu um menino de 13 anos que brincava com a bicicleta que ganhou de Natal.

Segundo o delegado Gabriel Fontana, de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), que está investigando o acidente, a polícia acredita que o motorista estava em alta velocidade e na contramão antes de provocar o acidente que resultou na morte de Kaledy Enzo Eltermann Gonçalves, um garoto de 13 anos.

Além disso, uma câmera de segurança conseguiu registrar o momento do acidente.

No domingo (24/12), o menino estava na calçada, brincando com a bicicleta que tinha ganhado do tio de presente de Natal, quando foi atingido. O motorista teria passado por uma lombada e perdido o controle do veículo, batendo em outro carro estacionado e assim prensando a criança no poste, que chegou a cair.

De acordo com o delegado, as equipes de investigação descobriram que o motorista, antes de causar o acidente, ultrapassou uma lombada em alta velocidade.

Essa descoberta fornece um contexto importante para entender a dinâmica do acidente. Testemunhas dizem que ele estava embriagado e com várias latas de bebida alcóolica no veículo.

Uma multidão linchou o motorista após ele atropelar um garoto de 13 anos em Rio Branco do Sul.

Moradores de Rio Branco do Sul lincharam o motorista, causador do acidente, e o pai de Kaledy também o agrediu. Posteriormente, encaminharam-no ao Hospital do Trabalhador com ferimentos graves. Até a manhã de terça-feira (26), ele permanecia na UTI.

Atualmente, o homem encontra-se sob escolta policial. Assim que receber alta, ele será encaminhado à delegacia. Além disso, ele está sendo investigado pelo atropelamento e pela suspeita de embriaguez ao volante.

Kaledy Gonçalves, cujo velório ocorreu em Campo Magro, foi sepultado nesta terça-feira em São José dos Pinhais, localizado na Grande Curitiba. Elvis Gonçalves, o pai do menino, expressou que o incidente foi um assassinato e clama por justiça.

“Em questão de segundos, houve apenas o barulho, o silêncio e a dor. Nós gritamos, mas presenciamos a morte dele, vimos o carro esmagar nosso filho, obra de um covarde embriagado […]. Isso não foi uma fatalidade ou uma tragédia. Foi um assassinato”.

É preciso evitar o consumo de álcool ao dirigir.

Motoristas embriagados são uma grande preocupação no trânsito. No Brasil, mais de 10 mil pessoas morrem por ano em acidentes de trânsito envolvendo álcool e direção. Em 2022, motoristas com suspeita de embriaguez provocaram mais de 325 mil acidentes de trânsito no país, um aumento de 50% em relação a 2021.

Considera-se um gravíssimo descumprimento do dever de cuidado e de segurança no trânsito a condução de veículo em estado de embriaguez.

O consumo de álcool compromete as habilidades para dirigir, diminui os reflexos, faz com que o condutor subestime ou ignore riscos, entre outros resultados que inviabilizam a condução do veículo.

É importante ressaltar que não há um volume seguro para ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir. Mesmo em pequenas quantidades, o álcool já é capaz de alterar os reflexos do condutor e aumentar o risco de envolvimento em acidentes de trânsito graves. Portanto, a melhor opção é sempre evitar o consumo de álcool ao dirigir.

Leia mais: Laudo aponta A Causa da morte de fã de Taylor Swift: Ana Clara teve ‘exaustão térmica’ causada pelo… Ver mais…

Comentários estão fechados.