Brasileira de 20 anos viaja para Argentina para realizar procedimento: “Não terei um filho que eu não quero”

Brasileira de 20 anos viaja para Argentina para realizar procedimento: “Não terei um filho que eu não quero”

A princípio, em alguns países, como por exemplo, a Argentina o aborto sucede legalizado. Então, foi para lá que uma jovem de 20 anos resolveu ir, após engravidar no Brasil e rejeitar a criança.

Entretanto, no Brasil, a descriminalização da interrupção da gravidez sucede proibida. Com isso, pode acarretar a prisão chegando até 3 anos de detenção, porém em caso extremo, como estupro é que pode ser feito o aborto diz o código penal brasileiro.

De acordo com a transmissora Alemã DW, todo seu translado fez-se acompanhado do Aeroporto de São Paulo até Buenos Aires. Dessa forma, a jovem relatou que não desejava a gravidez e que não tinha condições de criar o bebê.

Brasileira de 20 anos viaja para Argentina para realizar procedimento: “Não terei um filho que eu não quero”

“Ter um filho que não eu não desejo e sem condições de criar, e ser forçado, me tortura. Então, quando encontrei o método legal, foi de grande alívio”, ressaltou a jovem.

Mas, você deve estar se perguntando se não tinha condições para criar, como teve para viajar para outro país, certo? Segundo informações, Sara diz que para sua viagem ela pegou R $5.000 emprestado da sua família, sem falar o destino do empréstimo.

Todavia, parece que esse ato colocou na cabeça de uns fazer o mesmo, outra mulher de 25 anos, viajava no mesmo dia que a jovem de 20 e por coincidência, seria com o mesmo objetivo.

Entretanto, a jovem não quis se identificar mas relatou que estava esperando o momento certo para interromper a gravidez. “O que me ajudou desde que descobri que estava grávida, saber que tenho uma chance. Ainda tenho uma alternativa, isso me faz sentir-se mais segura”, explicou.

Leia também:

Música de Wesley Safadão e Os Barões da Pisadinha ganha paródia sobre vacinação contra a Covid-19

 

Morre por complicações da covid-19 influenciadora que debochou da doença na internet

 

 

Copy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *