Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Ciúme Fatal: Auxiliar de Cozinha Comete Homicídio Após ver Colega com sua Ex… Ver mais…

Cozinheiro foi morto com um tiro na cabeça na noite dessa terça-feira (12/12) em Sorocaba; ex-namorada também foi baleada e está internada.

Após um ato de ciúmes, Gabriel Figueiredo dos Santos, um auxiliar de cozinha de 34 anos, foi capturado pela polícia e preso em flagrante. Ele é acusado de ‘assassinar a tiros’ um colega de trabalho em Sorocaba, no interior de São Paulo.

Gabriel, ao conversar com sua ex-namorada em uma praça local, atingiu fatalmente o jovem cozinheiro Genilson Jesus dos Santos, de 18 anos.

Gabriel, Genilson e a ex-namorada de Gabriel, todos funcionários de um restaurante de comida japonesa em Sorocaba, estavam interligados não apenas pelo ambiente de trabalho, mas também por um trágico incidente.

Enquanto Gabriel e Genilson compartilhavam a cozinha, a ex-namorada de Gabriel servia como garçonete. Gabriel, movido pelo ciúme, atacou e baleou ela, e agora ela está recebendo cuidados médicos no hospital.

O Auxiliar de Cozinha, Gabriel Figueiredo, não aceitava o fim do Relacionamento.

De acordo com informações da Polícia Civil, o relacionamento de Gabriel chegou ao fim há 10 dias, contudo, ele não se conformava com a conclusão da relação que durou um ano. Na noite da última terça-feira (12/12), enquanto isso, o auxiliar de cozinha percebeu a garçonete em um diálogo com o cozinheiro.

Então, Gabriel, tomado pelo ciúmes, teria pegado um revólver calibre 38, que mantinha ilegalmente em sua casa, e retornado até a Praça Pio XII, no Jardim Santa Rosália, onde atirou seis vezes contra as vítimas.

A ex-namorada de Gabriel correu no sentido da Avenida São Francisco e, o cozinheiro, para a Rua Antonia Dias Petri.

Gabriel, movido pelo ciúme, atacou e baleou ela, e agora ela está recebendo cuidados médicos no hospital. Durante a abordagem, ele acabou confessando o crime.

Disparos atingiram Genilson na cabeça e no ombro direito, resultando em sua morte na rua. Socorristas transportaram simultaneamente a garçonete ferida por um tiro para o hospital, onde ela continua em tratamento até o momento da divulgação desta reportagem.

De acordo com informações da polícia, o auxiliar de cozinha, antes de cometer o crime, acompanhou sua ex-companheira discretamente. Ele a observou enquanto ela conversava com o cozinheiro na praça.

Em seu depoimento à polícia, ele mencionou ter “suspeitas” de que ela poderia estar envolvida amorosamente com outra pessoa.

Após sua detenção, acusaram formalmente Gabriel de homicídio, posse ilegal de arma e violência doméstica, devido ao ataque contra sua ex-companheira.

O restaurante, empregador tanto do agressor quanto das vítimas, anunciou um período de luto em sinal de respeito e pesar. A administração comunicou que retomará o atendimento ao público na próxima quinta-feira, dia 14 de dezembro.

Leia mais: Um homem é baleado após tentar matar ex e a filha dela em São Paulo: VEJA O VÍDEO…

Comentários estão fechados.