Médico é preso suspeito de matar pacientes com Covid-19 para liberar UTIs no hospital

Médico é preso suspeito de matar pacientes com Covid-19 para liberar UTIs no hospital

Então na madrugada do ultimo dia 26, o médico italiano Carlo Mosca, de 47 anos, foi preso acusado de assassinar dois pacientes com covid-19 no início da pandemia, um caso que chocou o mundo, se tratando de um profissional da saúde bem treinado.

Portanto segundo informações das autoridades Mosca deu doses letais de analgésicos a dois pacientes: Natale Bassi, de 61 anos, e Angelo Paletti, de 80, estima-se que oque tenha motivado o crime pro Dr. Carlo Mosca, foi o fato da super lotação da UTI.

Porém as investigações começaram após a suspeita de um conversa do médico com um colega de profissão, em uma das mensagens o amigo do médico dizia: “Não vou matar doentes só porque o médico quer liberar UTIs”, dizia uma das mensagens.

O jornal italiano Corriere de la Será afirma que o médico não sujava as mãos na hora de fazer as escolhas. Ele teria preparado as doses, mas as mesmas teriam sido ministradas aos pacientes por enfermeiros.

Médico é preso suspeito de matar pacientes com Covid-19 para liberar UTIs no hospital

Entretanto então após o médico matar os dois pacientes, ele enviou os corpos para autópsia em Pádua, cidade italiana, o objetivo do médico era que a verdadeira causa da mote ficasse em baixo dos panos, mas não deu certo ele foi investigado e preso justamente, um verdadeiro absurdo.

Carlinhos Maia sai em defesa de Fiuk: “Coração Gigante”

Bolsonaro ataca a imprensa e “explica” sobre 15 milhões gastos em leite condensado

Gasto de R$ 15 mi do governo com leite condensado vira memes: Moçanaro

Copy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *