Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Bebê nasceu sem olhos: Condição raríssima afeta apenas 30 pessoas no mundo. Ver mais

Quando Taylor Ice, uma mãe do Missouri, Estados Unidos, deu à luz, ela imediatamente percebeu algo incomum em sua bebê. Ela percebeu que o bebê nasceu sem olhos! Ela não imaginava, no entanto, que se tratava de uma condição genética grave e extremamente rara, que afeta apenas 30 pessoas em todo o mundo.

Infelizmente, a pequena recém-nascida com o passar dos dias não abriu os olhos. Durante o exame, o pediatra fez uma pausa crucial no procedimento, voltou-se para os pais e comunicou: “Sua filha não tem olhos”. Inicialmente, Taylor não conseguiu entender o que essas palavras significavam.

Bebê que nasceu sem olhos é colocado para adoção | Metrópoles

 

Bebê Nasceu Sem Olhos, Uma Condição Extremamente Rara

Entretanto, mesmo após uma cesariana, Taylor, junto com o marido Robert, enfrentou uma viagem de 240 quilômetros até o Hospital Infantil de St. Louis, com a recém-nascida, Wrenley, em busca de respostas.

A condição que a bebê apresenta é chamada de anoftalmia, uma condição genética extremamente rara que faz com que os bebês nasçam sem tecido ocular ou nervos ópticos, em um ou ambos os olhos. Além disso, a pequena também nasceu sem cortisol, conhecido como o hormônio do estresse. Essa combinação de fatores contribuiu para que seus olhos permanecessem fechados.

Portanto, Taylor e Robert, os pais da bebê, passaram por um momento de grande confusão e angústia ao receberem o diagnóstico. Eles tiveram dificuldades para processar a informação de que sua filha nasceu sem olhos. Apesar da falta de clareza sobre as causas da anomalia, o médico enfatizou que não há nada que Robert ou Taylor pudessem ter feito para evitá-la.

É importante ressaltar que essa é uma condição incrivelmente rara, com menos de trinta casos descritos no mundo. A família agora enfrenta o desafio de se adaptar a essa situação e buscar o melhor cuidado possível para sua filha. Ainda que o conhecimento científico sobre a doença seja limitado, os médicos alertaram que o desenvolvimento intelectual e físico de Wrenley, a bebê, poderia ser afetado.

Uma Condição Extremamente Rara

Todavia, o geneticista do hospital infantil, Nate Jensen, explicou à família que há menos de 30 casos conhecidos em todo o mundo. “Alguns pacientes com a mesma alteração genética têm um olho afetado ou os olhos podem ser totalmente ausentes, como no caso de Wrenley. Em outros casos, os olhos podem ser apenas menores. No caso dela, ambos os olhos são afetados e ambos estão completamente ausentes.”

Atualmente, não existe tratamento conhecido para restaurar a visão, então os médicos estão focados no uso de próteses oculares para ajudar no crescimento de ossos e tecidos moles ao redor das órbitas oculares. Nos próximos dias, Wrenley deverá passar por uma cirurgia para a colocação dessas próteses.

Mantenha-se atualizado sobre os principais eventos no Brasil e no mundo, continuando a acompanhar nosso site.

Leia mais: Criança de dois anos morre após comer ovo em merenda escolar. “Ele ficou quase 1h sem… Ver mais

Comentários estão fechados.