Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

[CHOCANTE]: Pai é acusado de matar quatro filhos por motivo torpe. “Tudo por causa de… Ver mais

Réu responde por homicídio triplamente qualificado.

David da Silva Lemos, um homem de 29 anos, enfrenta acusações graves de ter assassinado seus quatro filhos em sua própria casa, localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre. Em seguida, ele será levado perante o Tribunal do Júri para ser julgado. Desde o momento do crime horrendo, Lemos permaneceu sob custódia.

Na última quinta-feira (18), o juiz Marcos Henrique Reichelt, que preside a 1ª Vara Criminal da Comarca de Alvorada, publicou uma decisão crucial. O crime em questão, que abalou a comunidade, ocorreu em 13 de dezembro de 2022. Apesar da sentença, a defesa do réu tem a opção de recorrer.

Quanto à Defensoria Pública do Estado, que está representando David, eles declararam que irão se pronunciar exclusivamente nos autos do processo.

Os quatro filhos vítimas do crime horrível:

As vítimas do crime horrível eram os irmãos Yasmin Antunes Lemos, de 11 anos; Donavan Antunes Lemos, de 8 anos; Giovanna Antunes Lemos, de 6 anos; e Kimberlly Antunes Lemos, de 3 anos. Tragicamente, três delas foram descobertas com sinais de facadas e uma sofreu asfixia.

Na época do crime, a mãe das crianças, uma jovem de 24 anos, já possuía uma medida protetiva contra o acusado, conforme informado pelo delegado Edimar Machado.

Segundo a acusação apresentada pelo Ministério Público (MP), o réu teria cometido os crimes contra menores de idade. O motivo torpe foi destacado, pois ele teria usado a morte dos filhos como um “instrumento de sofrimento à ex-companheira”. O promotor de Justiça responsável pela denúncia, Marcelo Tubino, mencionou o meio cruel, descrevendo que o acusado “desferiu nas vítimas múltiplos golpes com arma branca, causando-lhes extenso sofrimento”. Além disso, a menina de 3 anos foi vítima de asfixia.

Tubino destacou que os perpetradores cometeram os crimes contra menores de 14 anos e mulheres, considerando a condição do sexo feminino no contexto de violência doméstica. Três das vítimas eram meninas.

Encaminharam a denúncia do MP em março de 2023. O processo tramita em segredo de justiça e o réu encontra-se preso preventivamente. Ao caso, cabe recurso da sentença.

Relembre o caso

Em 13 de dezembro de 2022, por volta das 19h30, um incidente trágico ocorreu em Alvorada. Encontraram os quatro filhos na casa onde estavam com o pai. Imediatamente após a descoberta, os familiares acionaram a polícia. David da Silva Lemos, o pai, já havia deixado o local. No entanto, as autoridades localizaram ele em um hotel na Capital no dia seguinte.

Lemos confessou o crime quando a polícia o deteve, de acordo com as autoridades. Ele afirmou que havia dado calmantes às crianças antes de suas mortes. Contudo, quando chegou à delegacia e durante o depoimento, acompanhado de um defensor público, optou por permanecer em silêncio.

A avó materna das quatro crianças compartilhou uma informação perturbadora. Ela revelou que o acusado já havia agredido a mãe das crianças anteriormente. Além disso, ela suspeitava que ele tenha cometido os crimes como uma forma de vingança contra a mãe.

A mãe das crianças e David compartilharam uma relação de 11 anos. No entanto, cerca de três meses antes do crime, eles decidiram se separar. A causa do rompimento foi uma agressão. Em resposta a isso, a mãe das crianças tomou medidas legais. Ela registrou um boletim de ocorrência e conseguiu uma medida protetiva contra David.

Leia mais: Bebê levado por tornado é encontrado vivo na copa de uma árvore… Ver mais

Comentários estão fechados.