Notícias e Informações
Publicidade
Publicidade

Corpo de Enfermeira Grávida foi Encontrado Coberto de Cal em uma Estrada Rural. “Ela foi tragicamente… Ver mais

Íris Rocha, de 30 anos, foi encontrada morta em uma estrada rural de Alfredo Chaves, na Região Serrana do Espírito Santo.

Íris Rocha, uma enfermeira que estava grávida de oito meses, foi tragicamente assassinada a tiros em Alfredo Chaves, uma região serrana do Espírito Santo. Além disso, ela estava cursando mestrado em Ciências Fisiológicas na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Adicionalmente, ela compartilhou seu conhecimento e experiência dando aulas em um curso técnico de Enfermagem.

Trágica Descoberta: Mulher de 30 Anos Encontrada Morta em Estrada Rural.

Na última quinta-feira (11), encontraram tragicamente uma mulher de 30 anos morta. Seu corpo, coberto com cal, estava abandonado em uma estrada rural. Esta estrada está localizada na cidade de Alfredo Chaves e liga Matilde à comunidade de São Bento de Urânia. A descoberta chocante trouxe uma onda de tristeza e consternação para a comunidade local.

Márcia Rocha, mãe de Íris, compartilhou em uma entrevista como descobriu sobre o trágico falecimento de sua filha.

“Quando a polícia encontrou um corpo abandonado na floresta de Alfredo Chaves, iniciou-se um processo de identificação. Com o corpo, havia apenas um cartão com o nome Íris, o que poderia se referir a qualquer pessoa com esse nome. Eventualmente, a investigação me alcançou. O oficial descreveu as características do corpo e, à medida que ele falava, as coincidências começaram a surgir. No final, ficou claro que a Íris a quem ele se referia era minha amada filha”, relatou a mãe.

A enfermeira, que estava no oitavo mês de gestação, aguardava ansiosamente a chegada de uma menina. De acordo com a mãe, o nascimento estava previsto para fevereiro. Além disso, Íris deixa para trás um filho de oito anos.

“Ela tinha muitos sonhos e deixa um filho de oito anos que ela amava muito e ele também ama muito ela, é muito triste”, lamentou a mãe.

A enfermeira residia em Jacaraípe, localizado na região da Serra, em Grande Vitória. A cerimônia de despedida de Íris está programada para a manhã de terça-feira (16). Posteriormente, o sepultamento ocorrerá no Cemitério Jardim da Paz, também situado na Serra.

Entendendo o Caso: O Corpo de Enfermeira foi encontrado em Alfredo Chaves.

Na última quinta-feira (11), descobriram o corpo de Íris, que estava ocultado sob cal em uma estrada rural de Alfredo Chaves. É importante saber isso para compreender o caso. Esta estrada conecta Matilde à comunidade de São Bento de Urânia, ambas localizadas na mesma cidade. No entanto, somente nesta segunda-feira (15), a família conseguiu reconhecer o corpo.

A perícia da Polícia Civil determinou que, no mínimo, dois disparos atingiram a vítima na região do tórax. Além disso, encontraram cinco cápsulas de bala no local do crime.

O Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, localizado no sul do estado, recebeu posteriormente o corpo da enfermeira. Lá, realizaram uma série de exames no corpo antes de liberá-lo para a família.

A Polícia Civil esclareceu que o caso continua sob a responsabilidade da Delegacia de Polícia (DP) de Alfredo Chaves. Até o momento, as investigações em andamento não encontraram evidências que indiquem a participação de qualquer servidor da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES).

Leia mais: Bebê levado por tornado é encontrado vivo na copa de uma árvore… Ver mais

Comentários estão fechados.