TRISTEZA: Caminhoneiro morto em explosão de posto de gasolina no Rio ligou para amigo minutos antes e pediu ajuda: ‘perdi uma perna’

TRISTEZA: Caminhoneiro morto em explosão de posto de gasolina no Rio ligou para amigo minutos antes e pediu ajuda: ‘perdi uma perna’

O caminhoneiro Jovino Rocha de Andrade, de 51 anos, foi uma das vítimas fatais da grande explosão do posto de gasolina que aconteceu em Rio Claro (Rio de Janeiro). Antes de vir a óbito, Jovino conseguiu ligar para avisar que teria perdido uma perna e que estava precisando de ajuda. O motorista teve a morte confirmada pela Santa Casa na madrugada desta quinta-feira, 1.

Foram cerca de nove pessoas encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na noite de quarta-feira, 30, três conduzidos pelo SAMU e quatro se locomoveram por meios próprios.

Dois pacientes que estavam em estado gravíssimo, entre eles, Jovino, tiveram que ser transferidos para a Santa Casa.

Jovino Rocha é responsável por uma transportadora com quatro caminhões e abastecia dois deles no momento da explosão. O caminhoneiro estava acompanhado da esposa grávida, aguardava na caminhonete e do motorista.

Enquanto abastecia, ele notou que um caminhão carregado com produtos químicos, chegava ao posto com um dos pneus em chamas e se aproximou para ajudar.

“Ele correu para ajudar apagar, quando foi bater na porta do caminhão, deu a explosão”, contou o amigo e funcionário José Antonio de Aquino em entrevista à Rádio CBN São Carlos.

Caminhoneiro morto em explosão de posto de gasolina no Rio ligou para amigo minutos antes e pediu ajuda

Neste momento, José Antônio conta que ele conseguiu ligar para pedir ajuda:

“O vácuo jogou ele debaixo do caminhão. Ele ligou para a esposa do amigo que estava com ele e falou: perdi uma perna, preciso de ajuda. Ela visou o marido, que chamou o Resgate”, disse.

O caminhoneiro foi rapidamente socorrido, mas a explosão aconteceu praticamente em cima dele, devido aos ferimentos ele acabou não resistindo.

Ele sempre foi prestativo e ajuda as pessoas. Tinha um coração que era maior do que ele. Foi uma enorme tragédia”, lamentou o amigo.

LEIA TAMBÉM:

+Mãe vai processar Bolsonaro por causa que o filho de 13 anos foi internado com Covid-19

+Caso Lázaro: Antes da chacina da família Vidal, criminoso atirou em grávida e roubou R$ 6 mil no DF

Copy